O REGENTE SEM ORQUESTRA

Exercícios Básicos, Intermediários e Avançados Para A Formação do Regente
R$ 59,99

Disponibilidade: Indisponível

Código: ALGOL9

Editora: Algol

Idioma: Português - Inglês

Autor/Artista: Arthur Rinaldi - Beatriz De Luca - Daniel Nery - Luciano Vazzoler
ORIENTAÇÃO: Roberto Tibiriçá

Formato: Livro / 190 páginas

Share |


 

O regente é um instrumentista que não consegue tocar seu instrumento, a orquestra ou coro, na frequência que desejaria. E, quando este lhe é dado, ele não pode se dar o luxo de errar: deve preparar-se para as diversas reações do grupo e reagir com um novo comando, um novo gesto. Tudo isso em uma fração de segundo. É imprescindível, portanto, que ele tenha todo esse repertório gestual automatizado antes da interação com a orquestra ou o coro. Este livro traz uma compilação de exercícios concebidos para contribuir para a automação do gesto deste instrumentista sem instrumento, o Regente sem Orquestra.

Algol

"Procurado por um grupo de quatro alunos recém-formados e interessados em aprofundar seus conhecimentos de regência, sugeri que começassem os estudos por meio de exercícios rítmicos, prática que me foi passada pelo meu mestre, o grande maestro ELEAZAR DE CARVALHO, com quem convivi muito proximamente por várias décadas e que me ensinou não só a realizá-los, como também a criá-los. Ele, por sua vez, trouxe-me essa experiência de seu professor, o também grande maestro SERGEI KOUSSEVITSKY, com quem conviveu, aprendeu e, posteriormente, sucedeu na cátedra de regência orquestral no Festival de Música em Tanglewood (EUA).

Inicialmente, os exercícios tinham o objetivo de automatizar o gesto para várias fórmulas de compasso. Com o passar do tempo, passaram a incluir outros parâmetros musicais e tornaram-se ferramenta fundamental para o desenvolvimento do gestual. Por meio dos exercícios, meus alunos foram incorporando um repertório de gestos que acabaram por transparecer naturalmente na regência do repertório que estávamos trabalhando.

Todo o trabalho contido neste livro foi um grande esforço desses quatro alunos que puderam mostrar seu crescimento por meio desses exercícios, além de uma grande criatividade composicional. Os exercícios devem, no entanto, ser realizados sempre sob a orientação de um professor, não importando de que escola ele venha, uma vez que os detalhes técnicos não estão abordados. O mais importante aqui não é a escola de regência, mas sim a fluência e a precisão do gestual.

A preocupação com os jovens sempre foi uma meta na vida do nosso grande compositor VILLA-LOBOS, que foi seguida pelo mestre ELEAZAR DE CARVALHO. "Herdei" essa preocupação com a formação dos nossos jovens músicos. Por isso, incentivei bastante meus quatro alunos a prosseguirem na composição dos exercícios para futura publicação. Em minhas freqüentes participações em congressos, cursos, workshops, masterclasses e festivais, verifiquei que não há nenhuma bibliografia semelhante a esta disponível para alunos de música interessados em regência, ainda que a demanda seja bem grande.A proposta aqui é de dar continuidade à concepção desses dois grandes músicos, fornecendo material apropriado para o desenvolvimento do jovem candidato à regência.

Creio firmemente que este livro segue rigorosamente a preocupação dos grandes VILLA-LOBOS e ELEAZAR DE CARVALHO com a juventude! "

Roberto Tibiriçá
Membro da Academia Brasileira de Música. Cadeira nº 5