HARMONIA COMBINATORIAL - Julio -Chumbinho- Herrlein

Conceitos e Técnicas Para Composição e Improvisação
R$ 124,99

Disponibilidade: Indisponível

Código: HCJH

Editora: Independente

Idioma: Português / Inglês

Autor/Artista: Julio Herrlein

Instrumento: Guitarra

Formato: Livro / CD / Partitura/Tablatura / 350 páginas

Share |


 

A ideia básica do livro Harmonia Combinatorial é a de um catálogo de possibilidades. Na obra, Julio não trata de estilos específicos e o estudante aproveitará o livro à medida em que sentir a necessidade de aplicar, em sua própria música, algumas das ideias nele apresentadas.

* Referência essencial para guitarristas, violonistas, arranjadores, compositores, improvisadores e estudantes de harmonia
* Mapeamento completo do braço da guitarra
* Todos os acordes de 4 sons (35 tipos) com diagramas e aplicações harmônicas
* Todos os acordes de 3 sons (18 tipos) com diagramas e exercícios no CD
* 24 aberturas diferentes por acorde: Fechada; Drop 2; Drop 3; Drop 2+4; Drop 2+3;
* Teoria da Harmonia Funcional e Teoria de Conjuntos
* Condução de Vozes Combinatorial
* Exercícios Pentatônicos
* Exercícios Hexatônicos e de "Pares de Tríades" (Todos os Instrumentos)
* Progressões de Acordes (97 modelos de cadências)
* Composições Para Guitarra e Violão

ACOMPANHA CD



 "Informação preciosa, profundamente detalhada e exemplificada de forma a trazer tanto ao estudante quanto ao músico experiente a oportunidade de vivenciar a harmonia e todas as suas relações combinatórias de forma lógica e eficaz....Exercícios de tremendo bom gosto mostram a genialidade deste guitarrista virtuose que vem agora, generosamente, compartilhar conosco seu conhecimento"    -    Nelson Faria



INSTRUÇÃO DO AUTOR: " A ideia básica do livro Harmonia Combinatorial é a de um catálogo de possibilidades. A obra não trata de estilos específicos e o estudante aproveitará o livro à medida em que sentir a necessidade de aplicar, em sua própria música, algumas das ideias nele apresentadas.
Como guitarrista, há mais de vinte e cinco anos, sempre me interessei em como poderia usar este material no meu instrumento. Atualmente, há uma tendência muito grande dos improvisadores no emprego de fraseado interválico baseado em combinações específicas de sons, modos de transposição limitada e outras técnicas como hexatônicos (combinações de seis sons).
Durante a elaboração deste material foram mapeados todos os conjuntos de três e quatro sons com seus possíveis usos como função harmônica. Além disso, esse mapeamento inclui diagramas no braço da guitarra ou violão e exercícios práticos de memorização desses padrões. Tratei também de tornar mais próxima a abordagem árida da teoria de conjuntos aplicada à música, trazendo formas mais “amigáveis” de denominar os conjuntos de sons (usando tipologias de acordes)"  - Julio Herrlein

 


A QUEM ESTE LIVRO SE DESTINA

ARRANJADORES:
Cada conjunto de quatro sons (totalizando 35) possui 24 aberturas ou posições (voicings) diferentes, totalizando 798 acordes diferentes, incluindo a aplicação funcional para cada caso. Na dúvida de como distribuir ou “abrir” um mesmo acorde de quatro sons para um quarteto de cordas ou de metais, o arranjador pode consultar as possibilidades do respectivo acorde.

GUITARRISTAS e VIOLONISTAS
Para as 798possibilidades de acordes de quatro sons e para as mais de 100 possibilidades de aberturas dos conjuntos de três sons, o guitarrista ou violonista encontrará também um diagrama para cada abertura de cada conjunto (24 aberturas para cada conjunto de quatro sons), além de um diagrama geral com a distribuição geométrica de cada conjunto no braço do instrumento. Contrabaixistas podem usar as quatro cordas graves dos diagramas para visualizar as notas no contrabaixo de quatro cordas.

COMPOSITORES
Compositores interessados em ter um compêndio “amigável” sobre teoria de conjuntos aplicada à música poderão encontrar aqui uma referência útil. Além disso, a correspondência dos conjuntos com a harmonia funcional tradicional é apresentada.

COMPOSITORES (NÃO GUITARRISTAS)
Compositores que não tocam violão ou guitarra poderão usar este livro como um guia para visualizar a distribuição de cada conjunto de sons no braço do instrumento, facilitando enormemente o trabalho de encontrar as digitações mais idiomáticas.

IMPROVISADORES
Os conjuntos hexatônicos (com seis notas) são plenamente explorados neste livro. Todas as combinações possíveis de hexatônicos são empregadas tanto em forma melódica quanto na condução de vozes combinatorial entre tricordes , um conceito bastante inovador na literatura. Esse grande manancial de ideias pode ser aproveitado para a composição e também para a improvisação.

ESTUDANTES DE HARMONIA E ANÁLISE
Este livro apresenta uma teoria da harmonia, com relações entre acordes e escalas, sugerindo a função harmônica em cada um dos 35 acordes de quatro sons (isto é, todos os conjuntos de quatro sons que não contêm o tricorde 3-1) dentro de uma mesma tonalidade, tornando possível o entendimento e análise cordal, gradual e funcional de todas essas estruturas. Cada acorde possui uma lista de possibilidades funcionais em que pode ser empregado. O capítulo 3 com os 18 tricordes também é organizado dessa mesma forma.


Biografia:

Julio Herrlein nasceu em Porto Alegre-RS, Brasil, em 22 de setembro de 1973 e começou a tocar aos 11 anos. Atua profissionalmente há cerca de 20 anos como guitarrista, compositor e arranjador.

Cursou o bacharelado em composição musical na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Nessa área, conquistou em 2006, no Rio de Janeiro, o primeiro lugar no VIII Concurso Nacional de Composição – IBEU (Instituto Brasil-Estados Unidos), com sua composição “Suíte Maestros Brasileiros”, composta e arranjada por Julio para a formação de Banda de Sopros (Big Band). A composição homenageia três expoentes da cultura brasileira: Moacir Santos, Hermeto Pascoal e o Maestro Cipó. Entre os jurados estavam: Carlos Malta (saxofonista, arranjador), João Guilherme Ripper (Membro da Academia Brasileira de Música e curador da sala Cecília Meirelles) e Leonardo Bruno (compositor, filho de Abel Ferreira). Em 1996, sua composição “Novembro”, do CD “Julio Herrlein Quarteto” foi a vencedora do I Festival de Música Instrumental do RS. Na área da música para publicidade, compôs, arranjou e produziu cerca de 1300 peças musicais, com veiculação nacional e internacional, muitas delas premiadas.

Como guitarrista gravou seu primeiro CD Julio Herrlein Quarteto, em 1996, aos 22 anos, contando com a presença de grandes músicos como Kiko Freitas, Michel Dorfman e Ricardo Baumgarten. Atuou também em variadas formações (duo, trio e quarteto) dividindo o palco com vários músicos importantes no cenário brasileiro e internacional. Desenvolveu o recital de guitarra “Solo Jazz”, apresentando-se em diversos teatros em seu estado e pelo Brasil.

Julio também atua na área didática, trabalhando regularmente como professor particular de música, sendo procurado por músicos profissionais dos mais diversos segmentos musicais que querem aperfeiçoar sua música. Alguns de seus artigos foram incluídos no livro e CD ROM “The Art of Improvisation”, do trompetista americano Bob Taylor. Em 2010, foi professor do Curso de Guitarra da XVIII Oficina de Música de Curitiba (uma das mais importantes oficinas do Brasil), tendo dividido o palco com nomes importantes da música instrumental brasileira, como Fábio Torres (piano), Edu Ribeiro (bateria) e André Vasconcellos (contrabaixo).

Julio já tocou com vários artistas nacionais e internacionais como: Joris Teepe, Kiko Freitas, Fábio Torres, Edu Ribeiro, André Vasconcellos, Eduardo Neves, Thiago do Espírito Santo, Sandro Haick, Gustavo Assis-Brasil,Mauricio Zottarelli, Edu Martins, Lucinha Lins, Robertinho Silva, Phil DeGreg, Alegre Corrêa, Maggie Green, Craig Owens, Pata Masters, Guinha Ramires, Glauco Solter, Michel Dorfman, Bebeto Alves, Gelson Oliveira, Alessandro “Bebê” Kramer, Maurício Marques, Paulo Dorfman, Emilio Valdes, Michel Leme, Bruno Tessele, Matheus Nicolaiewsky, Diego Ferreira, entre outros.